Paintstorm Studio

Há cerca de duas semanas descobri o Paintstorm Studio enquanto via o g+ da Wacom e fiquei super curiosa sobre o programa. Decidi baixar o demo e, apesar de ter aberto antes, não abri com tempo ou atenção. Só ontem consegui sentar e fazer os testes que queria e ontem mesmo decidi comprá-lo!

A primeira coisa que notei é que é os atalhos são praticamente os mesmos do Photoshop e totalmente personalizáveis, o que facilita muito na hora do primeiro contato.
Os menus e submenus são simples e bastante intuitivos, não entrarei em detalhes nesse post, mas um destaque é a possibilidade de ter diferentes workspaces, skins e conjuntos de atalhos salvos para diferentes tipos de trabalhos.

A quantidade, a variedade e o nível de personalização dos brushes e blenders é impressionante. Além da possibilidade de criar novos. É possível controlar a presença das cerdas, o tamanho, opacidade, transparência, quantidade de tinta, se vai ou não reconhecer as cores da camada abaixo – o que afeta as misturas e as sujeiras que o pincel carrega… E muitos outros similares aos do photoshop e, claro, nativos do uso de tablets, como pressão, inclinação, rotação…
Infelizmente não vi a possibilidade de criar uma coleção apenas com os brushes personalizados.

Meu primeiro teste

Paintstorm Studio - Primeiro Teste

Basicamente um teste dos diferentes brushes e blenders enquanto me acostumava com a interface.

Sobre a interface é muito legal dizer que todos os itens podem ser abertos, fechados, arrastados, reposicionados, mas infelizmente não são flutuantes como os da Adobe e, por isso, não é posivel deixar a sua tela em um monitor e as ferramentas no monitor secundário, criando mais espaço e liberdade de movimento.

Paintstorm Studio - Blender

O reconhecimento e precisão quando utilizando tablet – aqui uso uma wacom intuos 4 – é muito prático e muito bom, ou seja, nada de traços tremidos ou, como dizia meu professor, traços peludos!

Paintstorm Studio - Lápis

Num primeiro momento tive dificuldades com os atalhos da própria tablet para aumento e redução dotamanho do brush, mas como disse antes tudo é muito facilmente personalizável e bastou clicar com o botão direito e redefinir o atalho – com direito a personalizar o quanto variará em tamanho a cada passada de dedo pela roda.

Algumas funções que vale a pena testar é o modo caleidoscopio e os brushes de efeitos e shapes, que ajudam a criar coisas incríveis sem o menor esforço!

Paintstorm Studio - Caleidoscopio

Algumas das razões para comprar

Por tempo limitado, o custo é de $29.00, ou R$119,00, com direito a uma licença dupla, onde você pode instalar em dois locais, sejam dois computadores, seja um computador e um tablet…
É uma versão mais simples, menos recheada do Corel Painter, mas com funções e possibilidades bastante semelhantes e como um primeiro passo para aprender melhor a manipular tintas digitais, ou ferramentas que simulam muito bem as tintas tradicionais, achei que esse era um programa bastante simples e bastante razoável pelo seu preço. Se você, como eu, não precisa de muitos recursos e ainda está aprendendo as técnicas de pintura digital me parece o investimento perfeito!
Além disso os updates serão feitos sem custo para sempre, sendo assim, tenho certeza que cada vez mais se aproximará do Corel Painter e, espero que se mantenha leve assim.
Minha máquina roda com 16GB de RAM e o Corel Painter consegue consumir tudo enquanto tento usar alguma função real, como a real watercolor.

Uma das coisas que não sabia, mas que me fez muito feliz foi poder trabalhar com layers, folders e salvar em .PSD. Dessa forma tenho certeza de que renderá belos trabalhos cooperativos onde podemos usar o Painterstorm Studio, o Corel Painter e, claro, o próprio Photoshop.

Alguns Tutoriais para encher os olhos

Minha primeira impressão não podia ter sido melhor e decidi escrever sobre ele, pois já que é uma nova ferramente, nada melhor do que saber um pouquinho mais antes de investir.
Mas posso dizer que para uso profissional ou apenas por hobby, o Paintstorm Studio parece ser uma belíssima alternativa!